3 Passos para Ser Digital

1. Quando será a grande mudança? O processo de digitalização do sinal das emissoras e sua transmissão nacional começou em 2015 e, agora, há a previsão de que até o final de 2018 apenas o sinal digital estará chegando nas casas dos brasileiros. As emissoras nacionais como é o caso da Rede Globo e SBT já se adaptaram a essa nova fase e suas atrações já contam com imagens em alta definição.

Os estados também já estão se adaptando à essa mudança, como é o caso de São Paulo em que toda a zona metropolitana deixou de receber o sinal analógico em março deste ano. Segundo a expectativa da Anatel, é provável que a maioria das cidades brasileiras já estejam utilizando apenas o sinal digital até o final de 2018, a mudança está programada para o Rio de Janeiro em outubro, já em Belo Horizonte aconteceu em julho e em Brasília já não há a cobertura analógica.

Ricardo Nóbrega2. O que é preciso para receber o sinal digital? Para receber o sinal digital em sua residência será preciso de uma antena e um conversor, mas é importante reforçar que os televisores que utilizam as tecnologias de LCD e LED que são posteriores ao ano de 2010 já possuem o conversor integrado. Já os aparelhos fabricados antes, como os televisores de tubo, haverá a necessidade de um conversor externo – mas não se assuste, existem modelos que podem custar menos de 100 reais. Já as antenas têm o custo ainda mais baixo e poderão ser encontradas em modelos mais simples por apenas 20 reais. Existe ainda o subsídio do governo que está fornecendo aos inscritos nos programas sociais esses equipamentos de forma gratuita. O importante é se precaver para que com essa mudança você não fique sem acompanhar seus programas favoritos.

3. Qual o benefício dessa mudança? É importante mencionar que o sinal digital tem vários benefícios para os usuários, já que haverá uma melhor definição na imagem, sem ruídos durante a transmissão e melhor recepção do sinal. Além disso, o desligamento do sinal analógico irá influenciar também na internet, pois irá liberar uma boa faixa de Mhz para que o sinal 4G seja ampliado em toda a extensão do país. Essa mudança será boa para todos os brasileiros que utilizam o sinal 4G, desde estudantes que utilizam para lazer e trabalhos, até empregadores, empresários e empreendedores, pois poderão ter acesso à internet com mais rapidez. Ainda há tempo para se adaptar e providenciar os aparelhos para essa mudança que visa mais conforto para os brasileiros.